top of page
  • Instagram
Bio Danilo Christidis

EN

Danilo Christidis is a documentary photographer, videomaker and visual educator. Holds individual and collective exhibitions of different works in Brazil and abroad. He received two awards from the National Arts Foundation (FUNARTE): the Scholarship for Stimulating Artistic Creation in Visual Arts with the project “Estante Pública” and the Funarte Scholarship for Critical Reflection and Cultural Production for the Internet with the project “Urban Exorcisms”. He was the creator, director and teacher of Fluxo - Escola de Fotografia Expandida for 4 years, a space dedicated to teaching and promoting the arts and visual languages. He participated in the 9th Mercosul Arts Biennial in 2013 and the 6th Argentine Photography Biennial in 2014, among other festivals. He was a member of the board of curators of the 8th Porto Alegre International Photography Festival.

For seven years, he lived with different communities of the indigenous Mbyá Gurarani ethnic group, together with the indigenous Mbyá photographer, Vherá Poty. This relationship made it possible to create a book released in August 2015. The work entitled “Os Guarani Mbyá” was the first photographic publication in the history of Brazil carried out in indigenous co-authorship, the photographic exhibition is part of the collection of the Museu da Universidade Federal from Rio Grande do Sul. He currently lives in the city of Barcelona, ‚Äč‚Äčparticipating in festivals, group exhibitions and working on reports, essays and commissioned works.

‚Äč

ES

‚Äč

Danilo Christidis es fotógrafo documental, videasta y educador visual. Realiza exposiciones individuales y colectivas de diferentes obras en Brasil y en el exterior. Recibió dos premios de la Fundación Nacional de las Artes (FUNARTE): la Beca de Estímulo a la Creación Artística en Artes Visuales con el proyecto “Estante Pública” y la Beca Funarte de Reflexión Crítica y Producción Cultural para Internet con el proyecto “Exorcismos Urbanos”. Fue creador, director y docente de Fluxo - Escola de Fotografia Expandida durante 4 años, un espacio dedicado a la enseñanza y promoción de las artes y los lenguajes visuales. Participó de la 9ª Bienal de Artes del Mercosur en 2013 y de la 6ª Bienal Argentina de Fotografía en 2014, entre otros festivales. Fue miembro del consejo de curadores del 8º Festival Internacional de Fotografía de Porto Alegre.

Durante siete años convivió con diferentes comunidades de la etnia indígena Mbyá Gurarani, junto al fotógrafo indígena Mbyá, Vherá Poty. Esta relación hizo posible la creación de un libro lanzado en agosto de 2015. La obra titulada “Os Guarani Mbyá” fue la primera publicación fotográfica en la historia de Brasil realizada en coautoría indígena, la exposición fotográfica forma parte del acervo de la Museu da Universidade Federal de Rio Grande do Sul. Actualmente vive en la ciudad de Barcelona, ‚Äč‚Äčparticipando en festivales, exposiciones colectivas y trabajando en reportajes, ensayos y trabajos por encargo.

‚Äč

‚Äč

PT

Danilo Christidis é fotógrafo documentarista, videomaker e educador visual. Realiza exposições individuais e coletivas de diferentes trabalhos no Brasil e no exterior. Recebeu dois prêmios da Fundação Nacional das Artes (FUNARTE): a Bolsa de Estímulo à Criação Artística em Artes Visuais com o projeto “Estante Pública” e a Bolsa Funarte de Reflexão Crítica e Produção Cultural para Internet com o projeto “Exorcismos Urbanos”. Foi idealizador, diretor e professor da Fluxo - Escola de Fotografia Expandida por 4 anos, espaço dedicado ao ensino e a promoção das artes e linguagens visuais. Participou da 9° Bienal das Artes Mercosul em 2013 e da 6° Bienal de Fotografia da Argentina em 2014 entre outros festivais. Foi membro do conselho curador do 8° Festival Internacional de fotografia de Porto Alegre.

Durante sete anos, conviveu com diversas comunidades da etnia indígena Mbyá Gurarani, junto com o fotógrafo indígena Mbyá, Vherá Poty. Esta relação possibilitou a realização de um livro lançado em agosto 2015. A obra com título “Os Guarani Mbyá” foi a primeira publicação fotográfica na história do Brasil realizado em co-autoria indígena,  a exposição fotográfica é parte do acervo do Museu da Universidade Federal do Rio Grande Sul. Atualmente está envolvido com a produção de uma série de televisão documental sobre os caminhos ancestrais da América do Sul.


Sua produção acontece em diversos percursos entre o Atlântico Sul e a Cordilheira dos Andes, abordando na fotografia reflexões provocadas no pensamento perspectivista, que amplia o entendimento de corpo, território e identidade, propondo outras descrições e narrativas  da vida e do vivo. 

‚Äč

‚Äč

Autorretrato.jpg
Prêmios, bolsas e convocatórias

- Convocatória Der Greif  - Guest Room (Francisca Kunze) - (Escrita Espectral)

Munique / Alemanha - 2023

https://dergreif.org/guest-room/franziska-kunze-/

‚Äč

- POLAROID FESTIVAL - PARIS/FR 2023 (THE ARGONAUTS - Coletivo Substância - Danilo Christidis - Stefania del Gaudio)

‚Äč

- Festival de Fotografia de Tiradentes Foto em Pauta 2023 - Minas Gerais/Brasil  (Escrita Espectral) - 2023

‚Äč

- Solar Fotofestival 2022  - Fortaleza/Brasil (Noite de projeções, MIRAÇÃO, Coletivo Substâncias -  Danilo Christidis e Stefania del Gaudio) 

‚Äč

 - Festival de artes indígenas “Rec•tyty”  com curadoria de Ailton Krenak, Cristine Takuá, Carlos Papá, Naine Terena e Sandra Benites. 2021. 

‚Äč

https://rectyty.com.br/

‚Äč

- Prêmio Fundação Nacional das Artes (Funarte) de Estímulo a Criação Artística em Artes Visuais 2010, com o Projeto “Estante Pública”.


- Bolsa Fundação Nacional das Artes (Funarte) de Reflexão Crítica e Produção Cultural para Internet 2010 com o Projeto “Exorcismos Urbanos”.


- Convocatória Internacional do Centro de Fotografia de Montevideo (CDF) “Os Guarani Mbyá” 2015

‚Äč

 

Bienais

‚Äč

- 8 ° Bienal de Fotografia da Argentina – Tucuman setembro de 2014. (Artista convidado, conferencista e leitor de portfólios)


- 9° Bienal das Artes do Mercosul - Porto Alegre 2013 (ArtistaConvidado)

‚Äč

‚Äč

‚Äč

Publicações Autorais e Participações.

‚Äč

‚Äč

- Os Guarani Mbyá - Danilo Christidis e Vherá Poty - Primeira publicação da fotografia brasileira em co-autoria indígena.  2015
 

- Ser Mujuer en Latinomérica - Universidad Autonoma Metropolitana - México - 2018.

‚Äč

- Objetos-sujeitos a arte kaingang como materialização de relações - FUNAI - 2011 

‚Äč

- Yvý Poty, Yva’á – Flores e Frutos da Terra - IPHAN - 2009  

‚Äč

- Povos Indígenas na Bacia Hidrográfica do Guaíba - Prefeitura Municipal de Porto Alegre; Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Segurança Urbana - 2008

‚Äč

‚Äč

‚Äč

 

 

Lives e atividades online.

- Debate literário dentro da programação Arte da Palavra do SESC - Circuito de autores com Itamar Vieira (BA) e‚ÄĮAilton‚ÄĮKrenak‚ÄĮ(BH) com mediação de Danilo Christidis. 2020.

https://www.youtube.com/watch?v=jjxoK8nWjzM&t=37s 

‚Äč

‚Äč

‚Äč

‚Äč

‚Äč

‚Äč

‚Äč

‚Äč

‚Äč

‚Äč

‚Äč

‚Äč

‚Äč

‚Äč

‚Äč

‚Äč

‚Äč

‚Äč

‚Äč

‚Äč

‚Äč

‚Äč

- Os caminhos para uma humanidade mais sustentável - Feira do Livro de Porto Alegre 2020 com Ailton Krenak, Kaká Werá e Danilo Christidis. 2020.

A Covid-19 encadeou muitas reflexões. E não apenas isso: tivemos a chance de direcionar o olhar para nós mesmos e refletir sobre nossa relação com o planeta, nossos hábitos de consumo e nosso papel enquanto cidadãos. A história do Brasil começou com os indígenas e este pode ser o momento de nos reconectarmos com a terra. Nesta conversa, o jornalista Ailton Krenak (“A vida não é útil” / Companhia das Letras, 2020) e o ambientalista Kaká Werá (“A terra dos mil povos: História indígena do Brasil contada por um índio” / Peirópolis, 2000) falam sobre sustentabilidade e sociedade. Mediação do fotógrafo documentarista Danilo Christidis.

https://www.youtube.com/watch?v=vnY7gb-r5LU&t=682s&ab_channel=feiradolivrofeiradolivro

‚Äč

‚Äč

‚Äč

‚Äč

‚Äč

‚Äč

‚Äč

‚Äč

‚Äč

‚Äč

‚Äč

Curadoria

Foi membro do conselho curador do 8 ° Festival Internacional de Fotografia de Porto Alegre em 2015.


Curador do Festival de Fotografia de Rio Pardo - 2016

Principais Exposições

‚Äč

- Os Mbyá Guarani de Danilo Christidis e Vherá Poty


- CONTRALUZ Festival Internacional de Fotografia de Rosário, Argentina em 2018


- Galeria do Prado - Montevideo, Uruguay em 2016 (CDF)


- Galeria do Parque Rodó, Montevideo, Uruguay em 2015 (CDF)

‚Äč

- Universidade Católica de Uruguay, 2016


- Museu da Universidade Federal do Grande do Sul, Brasil - 2015


- Bienal de Fotografia da Argentina- Tucuman - 2014


- Circuito SESC RS: Entre 2016 e 2018 o projeto “Os Guarani Mbyá” realizou diversas exposições por cidades do interior do RS, as cidades estão em regiões de grande presença Mbyá Guarani. Cada exposição era acompanhada de um projeto pedagógico vinculado a Universidade Federal do Rio Grande do Sul e as Universidades de cada localidade. O projeto organizou seminários e atividades educativas com a comunidade e as redes de ensino estadual e municipal. Estima-se que mais de 10 mil pessoas foram impactadas com o projeto, provocando uma relação mais simétrica entre os povos indígenas e a sociedade envolvente.

Cidades: Rio Pardo, Santa Cruz do Sul, Santa Maria, Lajeado, Pelotas


- Os seres da mata e sua vida como pessoas (Vherá Poty e Danilo Christidis): Mostra fotográfica aborda as mitopoéticas de surgimento dos animais apartir da perspectiva Guarani-Mbyá e a importância das relações de parentesco, os cuidados e afetividades que fazem os seres humanos não tornarem-se animais.


- Palácio Piratini em 2012


- Memorial do Rio Grande do Su em 2012


- Museu da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) 2011


- Porão do Paço Municipal – Porto Alegre. 2011


- Santander Cultural, Porto Alegre, Brasil em 2010


- Mínimas Fronteiras


- Centro de Cultura Érico Veríssimo/Porto Alegre.


- Campesinos - Os Retratos da Terra


- 26 de maio a 22 de junho de 2007. Café International des Welthauses Barnstorf – Barnstorf/Alemanha.


- 7 a 23 de maio de 2007. Universitat Münster – Münster/Alemanha.


- 17 de abril a 4 de maio de 2007. Universitat des Oldenburg , foyer A14 – Oldenburg/Alemanha.


- 12 a 30 de março de 2007. Kapitel8 – Domsheide 8 Bremen – Centro de arte da catedral municipal de Bremen/Alemanha.


- 19 de abril a 9 de maio de 2006. Univates, Espaço Arte, prédio2. Lageado/RS.


- outubro de 2005. Casa de Cultura Mário Quintana, Porto Alegre

– Fotogaleria Virgilio Calegari. Programação de aniversário de 2005.

 


· “O Outro Litoral”: ensaio realizado sobre o litoral do Sul do Brasil, fotografado ao sol nascente com interferências cênicas surrealistas.


- abril a maio de 2007. LagerHouse – Bremen/Alemanha.


- 23 de novembro a 22 de dezembro. Mercatto Jazz, Porto Alegre.

 

Principais exposições coletivas:


· O Estendal: Rio de Janeiro – Brasil - 6 & 7 de fevereiro de 2015


· Retrato Incerto: Festival Internacional de Tiradentes – MG – Brasil - 18 à 22 de março


· “De longe de perto” : Galeria Mamute – Porto Alegre – 25 de outubro a 23 de dezembro de 2014 Curadoria: Angélica de Morais

‚Äč

‚Äč

‚Äč

‚Äč

‚Äč

bottom of page